Como começar uma prática diária de meditação em casa

Eu sempre fui extremamente apaixonada por espiritualidade! Eu queria perceber o verdadeiro significado da vida e explorar a conexão comigo mesma e com o universo, por isso comecei a estudar meditação desde muito nova. Mas só em Londres, durante a minha caminhada de cura natural, em que tive de criar uma prática diária de meditação em casa, é que comecei a experienciar os verdadeiros benefícios desta prática que literalmente mudou a minha vida.

Meditar é como comer de forma saudável. Comes legumes apenas uma vez por semana? Se queres experienciar os benefícios desta prática tens de te comprometer com ela todos os dias. E eu prometo que a meditação pode fazer por ti o que nem todos os sumos verdes do mundo podem. Afinal, temos de nos lembrar que a verdadeira transformação começa na nossa alma.

Nós vivemos num mundo em que constantemente procuramos respostas na internet, mas muito antes da existência de computadores ou WI-FI, os yogis na Índia tinham que se conectar profundamente consigo próprios para encontrar as respostas às dúvidas mais profundas. E foi assim que a meditação nasceu! Séculos mais tarde, estudos científicos têm provado que a meditação reduz a ansiedade e a depressão, aumenta a clareza e a felicidade, melhora a concentração, aumenta a memória, retarda o processo de envelhecimento, aumenta a imunidade, reduz a inflamação crónica, aumenta a energia, melhora a comunicação e as relações, para além de muitos outros benefícios.

A lidar com uma doença auto-imune e muita ansiedade ao longo dos anos, posso dizer-vos que a meditação tem sido uma ferramenta crucial na minha jornada de cura natural. Durante a minha viagem à Índia, eu permiti-me ir ainda mais a fundo na minha prática, comecei a praticar duas vezes por dia e a experimentar novas técnicas. Algumas semanas depois de ter regressado da Índia, apercebi-me que não me lembrava da última vez que tinha acordado ansiosa ou com palpitações. Sinto que voltei mais calma, com uma mente muito mais clara e mais conectada com a minha luz interior e o meu propósito na vida como nunca antes. E agradeço à meditação por isso!

Agora, a beleza desta prática é que todos podem fazê-la! Não precisamos de qualquer experiência ou equipamento específico, apenas precisamos de força de vontade e de uma mente pronta para explorar. Por isso, deixo-te aqui um guia com todos os passos para que possas também criar uma prática diária de meditação em casa e experienciar todos os benefícios na primeira pessoa:

  1. Encontra uma hora que funcione para ti e cria uma rotina

Se queres que a meditação faça parte da tua vida diária tens que de criar uma rotina, como tomar banho ou escovar os dentes. Pode ser de manhã, à hora do almoço, depois do trabalho, antes de dormir ou a qualquer momento que funcione para ti. Depois, compromete-te com a tua prática por pelo menos 21 dias até se tornar um hábito.

  1. Sê realista quanto ao tempo que tens e começa devagar

Se estás agora a começar, 5 ou 10 minutos são mais do que suficientes. O mais importante não é o tempo, mas sim que te comprometas com a tua prática e pratiques diariamente.

  1. Arranja um lugar tranquilo, sem distrações e desliga o telemóvel

Pode ser na cama assim que acordas, no sofá, na varanda ou num jardim. Podes até criar um cantinho sagrado na tua casa para a tua prática com velas, incensos, cristais, livros espirituais ou qualquer outra coisa que te inspire e te conecte com o teu lado espiritual.

  1. Senta-te de forma confortável

Encontre uma posição que seja confortável para ti, desde que estejas sentada/o com a coluna reta. Podes sentar-te no chão com as pernas cruzadas ou numa cadeira com os pés no chão. Relaxa os ombros, coloca as mãos sobre as pernas e fecha suavemente os olhos e os lábios.

  1. Escolhe a tua técnica

Existem diferentes técnicas de meditação e mais uma vez tens de encontrar o que funciona para ti. Aqui estão as três principais técnicas que qualquer iniciante pode experimentar:

Respiração – Foca-te na tua respiração, inspira suavemente pelo nariz numa contagem de 4, prende a respiração numa contagem de 4 e expira pelo nariz numa contagem de 4. A contagem vai ajudar-te a estares mais focada/o. Repete pelo menos 10 vezes. Respirar conscientemente relaxa o corpo, acalma a mente e leva-nos para um estado de relaxamento que nos prepara para experienciarmos todos os benefícios da meditação.

Mantra – Esta foi a técnica que mais explorei durante o meu tempo na Índia. Os mantras são sons repetitivos usados para penetrar as profundezas da mente inconsciente e ajustar a vibração de todos os aspetos do nosso ser. Os mantras podem ser ditos em voz alta ou internamente nos nossos pensamentos. Podes usar um mantra em sânscrito: Anando hum (eu sou felicidade), Aham Prema (eu sou amor), Ahum Arerogam Bhavame (eu sou saudável e feliz). Ou podes criar o teu próprio mantra com algo que desejas manifestar na tua vida. Começa por repetir o mantra em voz alta 10 vezes e, de seguida, continua a repeti-lo internamente durante a tua prática.

Meditação guiada / Visualização – Se preferires podes simplesmente ouvir uma meditação guiada na internet ou ir a uma aula. Neste método de meditação, alguém vai guiar-te através da visualização. Pode incluir a visualização de algo relaxante, de uma cura a ser feita aos vários níveis do nosso ser ou outras imagens mentais que nos ajudam a manter o foco.

Também podes combinar técnicas diferentes na mesma prática!

  1. Lembra-te que os pensamentos são parte da meditação

O erro mais comum quando começamos a meditar é acharmos que não podemos ter pensamentos durante a nossa prática. Isso é impossível! Os pensamentos são parte do processo, por isso sempre que eles aparecerem na tua mente, gentilmente deixa-os ir, liberta-os e traz a tua atenção de volta para a tua respiração, mantra ou visualização.

  1. Mantêm-te calma/o e apenas observa

Simplesmente observa! Este foi um dos conselhos mais poderosos que recebi há alguns anos de uma das minhas professoras. Não tentes controlar a tua prática de meditação e liberta-te de quaisquer expectativas. Simplesmente mantêm-te calma/o e observa o que está lá para ti. Vai ser sempre diferente!

Como com qualquer outra coisa, os benefícios não aparecem da noite para o dia. O truque é, não desistir! Honrem este tempo com vocês próprios e apareçam todos os dias no vosso cantinho da meditação. Eu prometo-vos que assim que tiverem criado uma prática consistente, os vossos níveis de saúde, paz e felicidade vão expandir-se como nunca antes.

Já meditaste antes? Gostavas de criar uma prática diária em casa? Partilha nos comentários! E, claro, experimenta este guia com todos os passos durante os próximos dias e conta-me como está a correr! Se conheces alguém que também possa beneficiar com esta informação poderosa, partilha!

Com amor,

Inês

This article has 2 comments

  1. Carolina Rodrigues

    Olá Inês.
    Tento meditar para controlar a ansiedade e o pânico.
    Sofro muito com os dois e tento ao máximo meditar para acalmar (até rimou!!)
    Adoro a sensação de me sentir leve após alguns minutos.
    Espero conseguir, através da prática, eliminar a ansiedade e o pânico da minha vida.

    Beijinho

    • Inês Pimentel

      Minha querida, que bom que estás a utilizar estas ferramentas para te ajudarem a eliminar todas as energias negativas! Muita força e um grande beijinho <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *